Perfumes valorizam experiências pessoais ao longo da vida de cada um

No fim do ano, Felipe Amaral percebe um cheiro diferente na cidade onde mora.
É uma profusão de perfumes vindos das árvores, das flores e da terra úmida que formam um aroma bem específico da temporada.
Esse cheiro característico sempre leva o psicólogo de volta à infância: o perfume remete aos últimos dias das aulas e das brincadeiras de criança à tarde.
Ele conta que sentir isso o faz lembrar de um período bom e fundamental para a sua existência.
Os aromas percebidos ao longa da vida fazem parte da história de cada um e, desta forma, contribuem na formação da identidade e na construção da biografia. Todos essas memórias olfativas contam um pouco da trajetória das pessoas, pois lembram suas origens e com quem elas conviveram ao longo da vida.
"Todo cheiro está associado à memória e à emoção, está ligado à experiência de vida, aos momentos vividos e a cada relação. Isto ocorre porque o cheiro é processado na mesma região do cérebro que processa a memória e a emoção", explica Veronica Kato, perfumista da Natura. "É por isso que, para as pessoas, o mesmo cheiro pode ter significados diferentes: para alguns, o cheiro de um determinado perfume acaba se tornando parte de sua identidade e de sua biografia."

Poder do cheiro
Para a memória, nenhum sentido é tão poderoso quanto o cheiro.
Ver uma foto ou ler um texto pode ajudar a lembrar dos fatos com mais precisão, mas é o olfato quem desperta um pouco mais das recordações.
A memória olfativa se diferencia dos outros tipos por sua capacidade de fazer um indivíduo resgatar o sentimento vivido em um determinado momento da vida com mais rapidez.
"Nos invernos da minha infância, minha mãe costumava sair com os amigos dela. E em toda noite de inverno, ela usava um perfume forte, com notas marcantes. Ela passava o perfume e saía de casa, mas o cheiro ficava.  Era o cheiro da minha mãe", lembra a educadora ambiental Amanda Macedo. 
"Quando resolvi morar sozinha, eu trouxe o frasco do perfume comigo. Quando estou há muito tempo sem visitar a minha mãe pego o frasco e cheiro. É uma das coisas que ainda me fazem ficar sensível e me ligar mais ainda à ela", conta. 

Assine sua história
Além de reavivar memórias, o perfume também tem o poder de reforçar a identidade e o modo como o indivíduo se apresenta para as pessoas e para o mundo.
Uma fragrância pode influenciar até na percepção da pessoa nos mais diversos aspectos da vida.
"Pessoas que usam um perfume pela sua qualidade, pela sua exclusividade, reforçam a identidade de que estão sempre buscando o melhor; já alguém que usa perfumes clássicos, icônicos, atemporais, ao longo de sua vida, reforça sua escolha de valorizar um produto que lhe traz significados dos diferentes ciclos de sua vida", define a perfumista da Natura.
A fragrância masculina de Biografia tem notas tradicionais e é um perfume icônico da perfumaria nacional, ideal para ser usado de dia.
“É uma fragrância que traz o contraste do frescor da verbena e do limão, salpicados de noz moscada e firmados pela personalidade das madeiras quentes do sândalo, vetiver e musgo de carvalho, que conferem modernidade e fazem com que ele seja um perfume atemporal", explica Verônica sobre o produto perfeito para ser usado para trabalhar. "O homem que o usa é uma pessoa que se identifica com o convite da marca, que valoriza as suas experiências, os momentos vividos, as suas relações e está sempre procurando se conhecer melhor para construir e dar sua significado a sua história", conclui.
Uma fragrância que reflita a identidade e no que cada um acredita é um dos caminhos certo para definir seu lugar no mundo, valorizar suas memórias e celebrar os sentimentos que fazem parte da sua história.


Redação Natura
Apoio: Rede Natura
Compartilhar Google Plus

Autor Vera Moitinho

Para receber novidades, promoções e cupom de desconto: inscreva-se por e-mail ou pelo celular via whatsApp (11) 9 9124-9593

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial